Home     Quem Somos     Parceiros     Colabore




Dívida pública começa a penalizar o crescimento quando ultrapassa os 90% do PIB
12 September 2010

[Paper] “THE IMPACT OF HIGH AND GROWING GOVERNMENT DEBT ON ECONOMIC GROWTH AN EMPIRICAL INVESTIGATION FOR THE EURO AREA”

[Autores] Cristina Checherita e Philipp Rother
[Publicação] BCE, Setembro 2010

[Classificação JEL] H63, O40, E62, E43

[Palavras Chave] Public debt, economic growth, fiscal policy, sovereign long-term interest rates

(Newsletter nº143 | 13 SET | 2010)

Olhando para o crescimento per capita e os níveis de dívida pública de 12 países do euro entre 1970 e 2010 os autores concluem que, na Europa, a dívida pública começa a pesar no crescimento de longo prazo a partir da barreira dos 90 a 100% do PIB. Avisam contudo que, dados os intervalos de confiança, o impacto negativo pode começar antes – nos 70% a 80% do PIB. Os resultados pretendem evidenciar a importância de políticas de redução da dívida pública nos próximos anos.

[Artigo] Com a crise financeira económica e financeira iniciada em 2007 as economias avançadas sofreram um forte aumento da dívida pública, com muitas a projectar níveis de dívida pública a aproximarem-se dos 100% do PIB. Os autores olham para os últimos 40 anos da Zona Euro para concluir que estes elevados níveis de endividamento terão implicações negativas sobre o crescimento de longo prazo.

[Abordagem] Analisam a relação média entre o rácio de divida pública sobre o PIB e o crescimento per capita de 12 países do Euro (Áustria, Bélgica,
Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda, Portugal, e Espanha) nos últimos 40 anos. Partem de uma equação onde o crescimento depende do nível de rendimento, da poupança e da taxa de crescimento da população e do nível de divida pública. Usam várias técnicas de estimação.

[Conclusões] A partir de 90% a 100% do PIB a dívida pública tem um impacto negativo no crescimento. Os impactos fazem sentir-se por vários canais: poupança privada; investimento público; produtividade; taxas de juro pagas pelo Estado.

[Comentário] Os resultados são interessantes por identificarem os riscos para o crescimento do endividamento elevado. Mas são também interessantes porque colocam em perspectiva os problemas associados ao actual contexto: apesar da crise, a dívida pública nacional só agora se estará a aproximar de um nível perigoso.

— e.conomia.info

---

Envie o seu comentário

*
* (não será publicado)
*
  * campos de preenchimento obrigatório